O QUE FOI O G5 EM JACARAÚ?

A política em Jacaraú sempre foi muito dinâmica, oposição se junta com situação e vice-versa. Desde 1962, quando existia apenas 7 vereadores no nosso legislativo, o PSD(4) e PDC(3), o grupo de Situação já era maioria. Ainda quando os Ribeiros dominavam o Governo Municipal, a situação prevalecia com maioria. Na era do ex-prefeito Pedro Batista de Carvalho, ele chegou a conseguir 2/3 dos vereadores eleitos para o seu lado, em seu primeiro mandato. A ex-prefeita Cristina não fez diferente em seu primeiro mandato, 2/3 garantido.

Nas eleições de 2008, foi eleito 4(quatro) vereadores no bloco de oposição: Zezinho Manún(PMDB), Adelson Ângelo(DEM), Junior André(DEM) e Gilson Duarte(PSB). Os 4(quatro) se uniram e fizeram a mesa diretora, elegendo o vereador Gabeira para Presidente. No entanto, a formação da oposição inicial começou com o racha do vereador Peron Pessoa(PSDB), ainda no início do mandato de Cristina. Nunca houve entrosamento com o vereador Zezinho Manún na oposição.

Mas foi em 2010 que o G5 foi criado. Com a adesão do vereador Juca Motos, eleito pela oposição à Presidente, um momento histórico marcaria toda uma geração de eleitores. Nunca houve uma oposição tão grande e inteligente, quanto o G5. Formado pelos vereadores Adelson, Gilson Duarte, Juca Motos, Junior André e Peron, os cinco se denominaram G5. Esse grupo de oposição fez um trabalho diferenciado dos demais que surgiram e dos que surgiriam até o momento. Com a Mesa Diretora da Câmara fechada e a maioria simples do seu lado, o grupo conseguiu realizar façanhas que somente o Poder Executivo faria.

Discursos coerentes e sábios, articulações inimagináveis e postura inquebrável, mesmo cada um possuindo um perfil diferente de trabalho, assim era o G5 de Jacaraú.

Atualmente, do antigo G5, temos apenas a volta de Adelson e Gilson Duarte. Junior André e Peron tem seus derivados: Véio André(pai) e Peron Filho(filho). Mas se haverá um dia de podermos vê eles juntos em um bloco novamente, acho improvável. (apesar que nada na política é impossível)

g5
Junior André, Juca Motos, Adelson Ângelo, Gilson Duarte e Peron Pessoa

SOBRE CADA VEREADOR G5 – 2009-2012:

Adelson Ângelo de Andrade (DEM)- Direto das categorias de base do PMDB, na época pertencente a Dr. Pedro Batista de Carvalho. Adelson estava em seu 2º Mandato. Seus discursos eram fortes e eloquentes, um dos pilares principais do G5.

Antonio André Corcino Junior (DEM) – Filho de Véio André, que abriu a vaga de vereador ao filho, para concorrer a vice-prefeito com Dr. Pedro. Nesse momento iniciava seu 1º mandato. Iniciando o mandato com aprendizado dos mais velhos, Junior André serviu como complemento para que o G5 existisse.

Gilson Fábio Duarte (PSB)- Iniciou seu 1º mandado. Surgiu da turma do PT, mas logo saiu do mesmo para ser candidato pelo PSB, onde venceu as eleições. Famoso pela rebeldia, Gilson sempre focou na saúde, o seu principal foco de ataque.

Jucélio Francisco Laurentino (Juca Motos)(PTB) – Eleito presidente da câmara pelo G5, ele desempatava todas as votações na câmara a favor das teses e projetos que o G5 defendia. Juca iniciava seu 1º mandato.

Peron Bezerra Pessoa(PSDB) – Nasceu politicamente no grupo de fundação do PT, foi o único vereador eleito do partido até os dias atuais. Totalmente conhecido por tomar decisões radicais, Peron deixava seus discursos polêmicos ao atacar fazendo comparações e insinuações inusitadas. Visto como mentor em muitas articulações, Peron com Adelson construíram os 2 pilares do G5. Ele iniciava seu 3º mandato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s